Newsletter e atualizações

Fique por dentro de notícias selecionadas pela Melo

Averbação premonitória não gera direito de preferência

07/10/2019

admin_meloadvogados

O Código de Processo Civil de 2015 preservou a possibilidade de averbação premonitória da existência de um litigio executivo no registro de imóveis sob a matrícula de propriedade do devedor, bem como, junto ao DETRAN para o caso de veículos e outros bens móveis sujeitos a penhora, configurando a fraude à execução, à venda ou oneração dos bens após essa averbação premonitória.

Contudo, o Superior Tribunal de Justiça se manifestou recentemente no sentido de que, a averbação premonitória não alcança a expropriação judicial, ou seja, não impede que o bem com a averbação premonitória seja penhorado em outro processo judicial, cuja a penhora efetiva tenha ocorrido primeiro.

De maneira que, a citada averbação premonitória impede apenas que o devedor disponha livremente do bem, mas não impede a adjudicação forçada.

O caso foi analisado no REsp 1334635, cuja decisão foi dada em 27/09/2019, sendo que o Ministro Antônio Carlos Ferreira afastou o pedido de preferência do Banco do Brasil, e determinou que o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul examine o pedido de adjudicação de uma empresa de calçados.

 

Marli Camargo Nunes Kamke, advogada do Núcleo Cível. 

Terceirização de mão de obra na Construção Civil

A tão mencionada Reforma Trabalhista (lei n.º 13.467 de 2017), ainda gera dúvidas e controvérsias acerca de temas em que mais foram implementadas mudanças. Nesta gama de temas, encontra-se o que a época, talvez, causou mais polêmica e até certa…

Ler mais…

Jornada de Trabalho Hospitalar: Detalhes jurídicos da jornada 12×36

Uma jornada de trabalho muito utilizada no ambiente hospitalar é a chamada “12×36”, onde o empregado trabalha durante 12 horas e descansa durante as 36 horas seguintes. A primeira previsão legal para a implementação da dita jornada está escrita na…

Ler mais…

Revisão da Vida Toda – Simples e Breve!

Nos últimos dias, tem sido muito abordado nas mídias em geral, o assunto da Revisão da Vida Toda, por conta do julgamento do tema 999 pelo Superior Tribunal de Justiça, que pacifica em todo território nacional a discussão se a…

Ler mais…

Programa minha casa minha vida passa a exigir novos prazos por parte das construtoras

Depois de idas e vindas sobre o tema, o Supremo Tribunal de Justiça, no último 11 de setembro, no bojo do julgamento do Recurso Especial Repetitivo n° 1.729.593, referente ao tema 996, fixou quatro teses jurídicas em relação às obrigações…

Ler mais…