Em apreciação inédita, STJ entende que contribuição previdenciária incide em valores referentes à participação de lucros e resultados (PLR) pagos a diretores estatutários

14 de novembro de 2023

Em mais uma sessão de julgamento inédita no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a 1ª Turma entendeu, no REsp nº 1.182.060/SC, que incide contribuição previdenciária em valores referentes à participação de lucros e resultados (PLR) pagos a diretores estatutários.

No caso concreto, os Ministros consideraram que os diretores estatutários, ou seja, aqueles que ocupam cargo de direção nas empresas que não tenham vínculo de emprego tutelado pela CLT, são contribuintes individuais para fins previdenciários.

Dessa forma, tendo em vista essa característica de contribuição individual, o amparo normativo para incidir contribuição previdenciária recai no artigo 28, inciso III, da Lei nº 8.212/91.

Isso porque, o dispositivo legal mencionado estabelece que íntegra o salário de contribuição do contribuinte individual a remuneração auferida em uma ou mais empresas ou pelo exercício de sua atividade por conta própria durante o mês.

Por outro lado, restou afastada a contribuição previdenciária sobre quaisquer pagamentos de previdência complementar realizados, independente da comprovação de oferta a todos os trabalhadores em atenção ao teor da Lei Complementar nº 109/2001.

O tema da incidência de contribuição previdenciária no PLR a muito vem sendo palco de decisões administrativas no âmbito do CARF, sendo a mais recente a proferida no dia 07.11.2023 nos autos administrativos de nº 16327.720188/2019-81. Todavia, esse caso tratou de situação distinta da que foi apreciada pelo STJ, visto que não envolvia diretores estatutários.

De outro vértice, no contexto das Cortes Superiores, em especial no STJ, há a expectativa que o tema venha a ser trazido com mais frequência, em especial para apreciação da 2ª Turma da Corte de Justiça.

Nesse cenário, caso sobrevenha um posicionamento diverso do adotado pela 1ª Turma, então um potencial e futuro caso poderá ser dirimido na 1ª Seção para ulterior uniformização jurisprudencial.

A Melo Advogados permanece à disposição para prestar os esclarecimentos adicionais que se fizerem necessários. 

Recomendados

CARF: Limite de 30% de Compensação do Prejuízo Fiscal pode ser ultrapassado em situações específicas

Foi decidido pelo CARF que é possível que o limite de compensação do prejuízo fiscal, de 30% do lucro líquido, seja ultrapassado quando utilizado por empresa que será extinta, na hipótese de uma incorporação.

Saiba Mais

CARF mantém entendimento acerca de declarações de compensação não homologadas

O CARF manteve entendimento sobre a irregularidade da cobrança da multa isolada de 50% sobre o valor das declarações de […]

Saiba Mais

Temas 651, 281 e 801: STF aprecia questões relativas à Contribuição ao FUNRURAL e ao SENAR

Na semana do dia 09/12/22 a 16/12/22, o Supremo Tribunal Federal apreciou diversos temas ligados à contribuição previdenciária dos produtores […]

Saiba Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

crossmenu linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram